..Header { text-align: center; ; tags ..Header { text-align: center; ; tags ..Header { text-align: center; ; tags ..Header { text-align: center; ; tags ..Header { text-align: center; ; tags ..Header { text-align: center; ; tags ..Header { text-align: center; ; tags ..Header { text-align: center; ; tags ..Header { text-align: center; ; tags ..Header { text-align: center; ; tags ..Header { text-align: center; ; tags ..Header { text-align: center; ; tags ..Header { text-align: center; ; tags ..Header { text-align: center; ; tags ..Header { text-align: center; ; tags ..Header { text-align: center; ; tags ..Header { text-align: center; ; tags ..Header { text-align: center; ; tags ..Header { text-align: center; ; tags . -->

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Projeto Carnaval - Marchinhas e atividades

 A origem do carnaval

O carnaval é considerado uma das festas populares mais animadas e representativas do mundo. Tem sua origem no entrudo português, onde, no passado, as pessoas jogavam uma nas outras, água, ovos e farinha. O entrudo acontecia num período anterior a quaresma e, portanto, tinha um significado ligado à liberdade. Este sentido permanece até os dias de hoje no Carnaval.
O entrudo chegou ao Brasil por volta do século XVII e foi influenciado pelas festas carnavalescas que aconteciam na Europa. Em países como Itália e França, o carnaval ocorria em formas de desfiles urbanos, onde os carnavalescos usavam máscaras e fantasias. Personagens como a colombina, o pierrô e o Rei Momo também foram incorporados ao carnaval brasileiro, embora sejam de origem européia.
No Brasil, no final do século XIX, começam a aparecer os primeiros blocos carnavalescos, cordões e os famosos "corsos". Estes últimos, tornaram-se mais populares no começo dos séculos XX. As pessoas se fantasiavam, decoravam seus carros e, em grupos, desfilavam pelas ruas das cidades. Está ai a origem dos carros alegóricos, típicos das escolas de samba atuais.
No século XX, o carnaval foi crescendo e tornando-se cada vez mais uma festa popular. Esse crescimento ocorreu com a ajuda das marchinhas carnavalescas. As músicas deixavam o carnaval cada vez mais animado.
 
MARCHINHAS DE CARNAVAL
Na festa de carnaval não pode faltar uma boa música.
Pense em um repertório e desenvolva bandas rítmicas com instrumentos de percussão e outros materiais sonoros. Improvisare movimentos sugeridos pelo ritmo rico e contagiante do Carnaval Brasileiro.
Cada turma pode ter um "bloco", com suas fantasias iguais e música, bem como um instrumento que tocará durante a sua apresentação.
As turminhas desfilam umas para as outras e depois comemoram com muitas guloseimas, bastante água e música até o final.
 
VEJA ALGUMAS SUGESTÕES DE MARCHINHAS TRADICIONAIS:
PARA AS TURMINHAS DE 0 A 2 ANOS - Todos com um pirulito nas mãos e roupas bem coloridas.
PIRULITO
Ioiô dá o braço pra Iaiá
Iaiá dá o braço pra Ioiô
O tempo de criança já passou, ô!
Pirulito que bate bate
Pirulito que já bateu
Quem gosta de mim é ela
Quem gosta dela sou eu, hei!
Agora é melhor
A gente dançar
Juntinhos assim
Se tem mais prazer
Quem não dança o Pirulito
Que alegria pode ter?
 
TURMINHAS DE 2 A 3 ANOS
PIRATA DA PERNA DE PAU - Confeccionar tapa olho e chapéu de pirata para a gurizada.
Eu sou o pirata da perna de pau
Do olho de vidro da cara de mau
Minha galera Dos verdes mares não teme o tufão
Minha galera
Só tem garotas na guarnição
Por isso se outro pirata
Tenta a abordagem eu pego o facão
E grito do alto da popa:
Opa! homem não!
TURMINHAS DE 3 A 4 ANOS
CHIQUITA BACANA
Chiquita bacana lá da Martinica
Se veste com uma casca de banana nanica
Não usa vestido, não usa calção
Inverno pra ela é pleno verão
Existencialista com toda razão
Só faz o que manda o seu coração.
 
TURMINHAS DE 4 A 5 ANOS
SASSASSARICANDO
Sassassaricando
Todo mundo leva a vida no arame
Sassassaricando
A viúva o brotinho e a madame
O velho na porta da Colombo
É um assombro
Sassaricando
Quem não tem seu sassarico
Sassarica mesmo só
Porque sem sassaricar
Essa vida é um nó
 
TURMINHAS DE 5 A 6 ANOS
MAMÃE EU QUERO - CHUPETAS E MAMADEIRAS
Mamãe eu quero, mamãe eu quero
Mamãe eu quero mamar!
Dá a chupeta, dá a chupeta, ai, dá a chupeta
Dá a chupeta pro bebê não chorar!
Dorme filhinho do meu coração
Pega a mamadeira em vem entra no meu cordão
Eu tenho uma irmã que se chama Ana
De piscar o olho já ficou sem a pestana
Eu olho as pequenas, mas daquele jeito
E tenho muita pena não ser criança de peito
Eu tenho uma irmã que é fenomenal
Ela é da bossa e o marido é um boçal
As músicas são sugestões abaixo, há muitas outras que podem se adequar a faixa etária e interesses da sua turminha.
 
ATIVIDADES MANUAIS COM PRATOS DE PAPELÃO

As máscaras acima, feitas com prato de papelão, foram encontradas no Picasa abaixo
Nestre outro link, tem mais modelinhos prontos, só xerocar.
 
ATIVIDADES PARA IMPRIMIR
As dicas acima foram retiradas da coleção dia a dia do professor - maternal
Também no site Picasa
Dicas variadas
Mais atividades para imprimir

Nenhum comentário:

Postar um comentário