..Header { text-align: center; ; tags ..Header { text-align: center; ; tags ..Header { text-align: center; ; tags ..Header { text-align: center; ; tags ..Header { text-align: center; ; tags ..Header { text-align: center; ; tags ..Header { text-align: center; ; tags ..Header { text-align: center; ; tags ..Header { text-align: center; ; tags ..Header { text-align: center; ; tags ..Header { text-align: center; ; tags ..Header { text-align: center; ; tags ..Header { text-align: center; ; tags ..Header { text-align: center; ; tags ..Header { text-align: center; ; tags ..Header { text-align: center; ; tags ..Header { text-align: center; ; tags ..Header { text-align: center; ; tags ..Header { text-align: center; ; tags . -->

sábado, 23 de junho de 2012

VIVA SÃO JOÃO




Quem resiste ao encanto e a magia da Festa de São João? Há quem goste de Festa Junina pela pipoca saborosa acompanhada do bom e velho quentão, pelos amendoins irresistíveis servidos nas tendas, pelos deliciosos pratos servidos na festa à caipira, pelas brincadeiras e pescarias, pela quadrilha dançando ao redor da fogueira, pela magia dos balões ou também pela irreverência do casamento à caipira e pelas danças típicas de São João. São tantos os atrativos das Festas Juninas, não é mesmo?

Há também quem aproveite a data para abusar das simpatias para arrumar namorado, marido, afinal esta é a data mais propícia, segundo os supersticiosos, para pedir aquele “empurrãozinho” ao Santo Antônio e fisgar de vez aquela pessoa especial!

A verdade é que esta festa de São João é cheia de magia e deve ser comemorada sim! Vale comemorar no trabalho, na escola, na faculdade, com os amigos da rua, não importa o lugar, o que vale mesmo é a criatividade nos preparativos da festa e claro, animação é que não pode faltar!
As comemorações iniciam sempre um pouco antes da data, que é comemorada oficialmente entre os dias 23 e 24 de junho.
  

Chegou a hora da fogueira
É noite de São João
O céu fica todo iluminado
Fica o céu todo estrelado
Pintadinho de balão
Pensando no caboclo a noite inteira
Também fica uma fogueira
Dentro do meu coração

Quando eu era pequenino
De pé no chão
Eu cortava papel fino
Pra fazer balão
E o balão ia subindo
Para o azul da imensidão

Hoje em dia o meu destino
Não vive em paz
O balão de papel fino
Já não sobe mais
O balão da ilusão
Levou pedra e foi ao chão


O sanfoneiro só tocava isso





O baile lá na roça
Foi até o sol raiar
A casa estava cheia
Mal podia se andar!
Estava tão gostoso
Aquele reboliço
Mas é que o sanfoneiro
Só tocava isso!
De vez em quando alguém
Vinha pedindo pra mudar
O sanfoneiro ria
Querendo agradar!
Diabo é que a sanfona
Tinha qualquer enguiço!
Mas é que o sanfoneiro
Só tocava isso!

(Haroldo Lobo e Geraldo Medeiros)





Olha pro céu meu amor
Vê como ele está lindo
Olha prá quele balão multicor
Como no céu vai sumindo.
Foi numa noite igual a esta
que tu me deste o teu coração
O céu estava em festa
porque era noite de São João
Havia balões no ar
xote, baião no salão
E no terreiro o teu olhar
que incendiou meu coração.


São João é só alegria...
Que tal rir um pouquinho????
O TAXI
Um caipira estava na cidade, quando pegou um táxi.
O taxista tinha fama de conquistador. 
O caipira entrou e disse:
-ao mercado, pur favô.
E foram. No caminho, o taxista afirmou:
-Olha aquela mulher! Não é linda?
-Feia!
-Feia nada, linda!
-Feia! Feia! Feia!
E bum! O carro bate num outro da frente.
O taxista, nervoso, disse:
-Por que você não me avisou que ia bater!
-Eu tava tentando! Disse: feia! Feia! Feia!(freia) 




O ASSALTO
Dois caipiras foram assaltar a Igreja à noite.
O padre percebeu o barulho, 
acendeu as luzes e perguntou:-
Quem está aí?
Os dois caipiras ficaram calados, 
então o padre perguntou de novo:
- Quem está aí??
Um dos caipiras respondeu:
- Nois é anjo.O padre então já desconfiado diz:-
Então vôa.
O outro caipira sem titubear responde:
- Nois é fiote!!!



O CAIPIRA VAI AO DENTISTA!!!!
— Dotô, quanto custa pra arrancá um dente?
— São cem reais!
— Creio em Deus padre! 
Só pra arrancá um dente?
— Exatamente!
O caipira virou-se para ir embora, 
mas pensa um pouco,
coça o queixo e pergunta:
— E se for só pro senhor deixá ele mei bambinho?

Nenhum comentário:

Postar um comentário